Sindicato questiona diminuição de efetivo em agências bancárias de Joinville

A redução no número de atendentes de uma agência bancária de Joinville fez com que a população reclamasse do problema junto ao Sindicato dos Bancários de Joinville e região. Nesta segunda-feira (5), o órgão visitou duas agências da mesma rede, alvo das denúncias, e promoveu uma pequena manifestação cobrando o aumento do efetivo de funcionários.

“No decorrer das últimas semanas, o Sindicato tem recebido uma série de denúncias da comunidade relatando que a falta de funcionários compromete o atendimento. Por isso, nesta segunda, visitamos as agências para comprovar tal situação”, explica o presidente do Sindicato dos Bancários de Joinville e Região, Valdemar Bruno da Luz Filho.

Conforme o presidente do Sindicato, a preocupação também é com os funcionários das agências que acabam sobrecarregados. Tudo isso também reflete no atendimento prestado à sociedade. “O sindicato tem a preocupação com os bancários, mas também com a população. Infelizmente a situação da redução do número de funcionários tem sido frequente em todos os bancos, mas não podemos permitir que a redução de custos ocasione sobrecarga de trabalho e prejudique o atendimento”, completa Valdemar.

Hoje Joinville conta com 1.400 profissionais bancários. O expediente do banco não foi comprometido pela manifestação. Valdemar finaliza dizendo que o problema com a agência alvo das denúncias foi resolvido. “A gerência regional do banco avisou que novos funcionários estão sendo treinados e devem incrementar o atendimento da população. Assim esperamos”, finaliza.

Fonte: Jornal de Joinville, Windson Prado

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.

2 comentários em “Sindicato questiona diminuição de efetivo em agências bancárias de Joinville

  • 7 de março de 2018 em 19:16
    Permalink

    Colegas do sindicato!

    Vejam a notícia no site do Sindicato dos Bancários de Brasília, e percebam o quão atuantes são em defesa de nossos direitos.

    http://www.bancariosdf.com.br/site/index.php/component/k2/bb-e-condenado-a-pagar-7-e-8-horas-do-risco-uniao

    Se tiverem tempo vejam as matérias no site do Sindicato dos Bancários do Espírito Santo, onde eles lutaram junto a Super e fizeram um acordo para realocação de todos os bancários que foram descomissionados nos processos de reestruturação. Quase 100% dos descomissionados, hoje tem seus cargos de volta na região, graças a atuação do sindicato do ES.

    E o que aconteceu com a priorização dos bancários de nossa região? Na reestruturação deram um prioridade nas vagas, que não existe. Agora no novo movimento do BB, a tal readequação de quadros, os assistentes de negócios do tal Escritório Digital foram priorizados acima da priorização da Reestruturação. Isso era para ser uma piada, mas é fato, e é realidade. Continuo sem 48% de minha remuneração. Estou no serasa e spc, segunda conta de luz e de água sem ter como pagar, o proprietário do imóvel que moro, foi solidário comigo e com minha família nos últimos meses que não tive como pagar o aluguel, mas agora entrou com ação de despejo. Já não consigo dormir direito há meses, nem com remédios e suco de maracujá.

    Para onde iremos? Podemos nos mudar para a sede do sindicato, para morarmos lá? Até que façam algo para nos ajudar!

    Foram longos 9 anos e 6 meses de comissão de assistente, e da noite para o dia, após o intervalo do fantástico, todas as minhas despesas ora assumidas e adequadas a minha antiga remuneração, deixaram de ser honradas.

    Eu só consigo pagar minha renegociação de dívidas com a instituição, e não sobra salário para mais nada.
    Colapso financeiro causado pelo processo de reestruturação, e por promessas não cumpridas pela instituição de priorização para as vagas, e pelo descaso total e falta de atuação de verdade deste sindicato, que infelizmente pertenço a base.

    Procurando uma garagem na casa de algum colega para levar nossas poucas coisas, antes que juiz envie mandato de busca e apreensão por conta dos mais de 8 meses de aluguéis devidos.

    Alguma sugestão do que fazer? Ou para onde levo a minha família?

    Resposta
    • 8 de março de 2018 em 03:26
      Permalink

      Prezado colega Anônimo,

      Sobre a notícia que você nos trouxe, do processo do Sindicato dos Bancários de Brasília, informamos que o Centro de Suporte Operacional/SIA Risco União (CSO) é um departamento só existente na administração central do Banco do Brasil em Brasília. Nesse caso, como não temos esses cargos nas agências ou nas administrações regionais, não há base para o ajuizamento da ação ajuizada no Distrito Federal.

      Sobre a sua informação referente ao Sindicato dos Bancários do Espírito Santo, sugiro que você leia as matérias em nosso website e redes sociais sobre as reuniões que tivemos com os representantes do Banco do Brasil. Cada região do Brasil tem suas particularidades e possibilidades dentro do programa do PAQ. Em algumas foram possíveis as realocações, em outras, não. Fizemos uma grande reunião e debate em nosso Sindicato, com a presença de dois advogados, espero que você tenha participado.

      Se participou, sabe que temos um departamento jurídico pronto para entrar com ação para que você tente, pela Justiça, o que não foi possível nas mesas de negociação. Basta ligar no Sindicato (47 3433-3022) e agendar.

      Finalmente, te convido a participar de nossa vida sindical! Temos eleições abertas para Delegado Sindical Banco do Brasil até o dia 9 de março, conforme amplamente divulgado por nossas redes. O Sindicato somos todos nós.

      Me compadeço de seus problemas financeiros, quem não os tem, hoje em dia? Se você, que trabalha num dos maiores bancos do Brasil, com provavelmente o melhor acordo sindical, imagine os demais. Mas siga minha sugestão: saia de sua anonimidade e venha caminhar com a gente. Ficar sozinho te deprime, te isola, e te faz injustamente jogar a culpa de tudo nos outros, no caso, no Sindicato, quando temos trabalhado tão arduamente pelos funcionários do Banco do Brasil e de todos os demais bancos.

      Se quiser falar comigo, mesmo anônimo: 9 9941-8001 (Valdemar, Presidente).
      Pode ligar na hora que desejar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

      Seu amigo, Valdemar Luz.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *