Bancários Joinville pode suspender CCV do Banco do Brasil

São Paulo – O Banco do Brasil, em uma atitude unilateral e sem qualquer negociação com os sindicatos de bancários, alterou as normas da Comissão de Conciliação Voluntária (CCV), de modo a prejudicar os trabalhadores.

A mudança imposta pelo BB inclui nos contratos de CCV uma cláusula dando quitação da 7ª e 8ª horas além dos 5 anos previstos pela legislação trabalhista. Isso significa que o bancário, ao assinar o acordo dos últimos 5 anos trabalhados, estaria aceitando a quitação de todo o período do cargo exercido. Na prática, o bancário deixaria de estar contemplado com ações de interrupção de prescrição de prazo (tipo de ação que permite parar a contagem de tempo para fins de cálculos trabalhistas), como a que os sindicatos movem para garantir um prazo de pagamento aos trabalhadores maior, retroagindo a 2006.

Por conta disso, e para assegurar os direitos dos bancários, alguns Sindicatos decidiram suspender as CCVs do Banco do Brasil.

Valdemar Luz, presidente do Sindicato disse que “Em Joinville, nossa CCV ainda não está vencida, por isso ao vencer, para renovarmos o acordo, precisamos ter todo o texto para debater com a categoria; E permanecendo este texto com estas novas cláusulas, o Bancários Joinvile também proporá a categoria a suspenção da CCV. Por isso, esperamos que se reestabeleça a normalidade neste período”. Redação Bancários Joinville com SEEB – São Paulo

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.