Programa de Certificação de Gestores – Banco do Brasil S. A.

Em reunião realizada na manhã desta sexta-feira, 21/07/2016, o Banco do Brasil apresentou para a CONTEC o Programa de Certificação de Gestores, implantado, destinado aos 1os e 2os Gestores das Uns, Rede Varejo e Governo.

Segundo o BB, o Programa de Certificação de Gestores – baseado na GDP, no TAO e no acompanhamento do desempenho negocial –, busca atender as solicitações dos Gestores que participaram do 1º Fórum realizado em 2013 e do 2º Fórum, realizado em 2015, além das contribuições de Gestores que participaram de Grupos de Trabalho específicos para o desenvolvimento do programa, utilizando-se de uma nova ferramenta, também denominada Radar de gestão, através da qual os gestores serão certificados, com vistas à identificação daqueles habilitados a assumirem a administração das agências segundo a classificação/complexidade das mesmas.

O Banco destacou que o mencionado programa oferece diagnóstico da trajetória profissional dos Gestores, nos últimos cinco anos, com indicadores relacionados a: I. Etapas Sinergia E, II. Classificação Sinergia, que envolve: a) Qualidade do Crédito; b) Rating; c) Atendimento; d) Eficiência Operacional; e) Sustentabilidade; f) Estilo de Gestão; g) Formação; e, h) Experiência.

A Empresa ressaltou ainda que o programa prevê ações de capacitação, cuja participação os gestores são estimulados: 1. Trilhas de Desenvolvimento Associadas ao Radar do Gestor; e, 2. Alinhamento do Radar do Gestor com o Programa de Desenvolvimento de Líderes.

O Banco registrou ainda que a referida ferramenta possibilitará que os próprios gestores acompanhem seu desempenho e necessidades de aprimoramento profissional, assim como passam a conhecer os colegas de destaque, destacando que foram criadas trilhas específicas para o aperfeiçoamento profissional.

O mencionado Programa de Certificação de Gestores prevê que os 95% dos Gestores mais bem classificados recebem certificados que possibilitam concorrer para ascensão para unidades um nível acima das ocupadas.

Segundo o Banco, os 5% de gestores com as menores avaliações recebem certificados que indica necessidade de movimentação para agência compatível com o certificado, ou seja, agência de menor classificação.

Registramos nossa preocupação quanto à possibilidade de utilização da referida ferramenta para descomissionamento dos gestores, assim como outrora ocorreu com a GDP, bem como a classificação compulsória de 5% dos gestores como deficientes. O Banco destacou que não haverá descomissionamento, admitindo, no entanto, que os administradores que ficarem entre os 5% com menores classificação, serão convidados a assumirem unidades um nível abaixo das ocupadas.

O Banco informou ainda que, doravante para efeito de nomeação de gestores de Unidades de Negócios, o TAO apresentará cinco nomes de qualificados para primeira investidura, quinze nomes de gestores (Geral e de Negócios) certificados pela nova ferramenta e cinco nomes oriundo das demais funções da Super, Atacado, UA, UE etc, passando as listas para nomeação de gestores a serem compostas de vinte e cinco nomes.

A CONTEC entende especialmente que a questão da avaliação dos gestores merece ampla discussão com os funcionários, especialmente os gestores que hoje respondem pela administração das unidades do Banco. Diretoria Executiva da CONTEC

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.