Sindicato dos Bancários aciona Ministério Público e Polícia Militar

Joinville – Nesta quinta 19, por força da ação da Polícia Militar, diversas unidades bancárias foram impedidas de abrir, embora um grande número de bancários irresponsavelmente pressionados pelos gestores, tenham colocado em risco sua saúde e de seus familiares comparecendo aos locais de trabalho.

Por conta da pressão sofrida por muitos dos trabalhadores, o Ministério Público do Trabalho foi acionado pela assessoria jurídica do Bancários Joinville para garantir que os bancários não sofram por conta da intransigência dos patrões.

“Reafirmamos a necessidade de que todos tenham consciência da gravidade da pandemia e cumpram com as determinações das autoridades sanitárias”, assevera Valdemar Luz, presidente da entidade. “Menos metas, mais saúde. Um absurdo está ocorrendo em alguns bancos, que estão aproveitando deste momento para vender produtos, confinando os seus funcionários”, conclui.

O Sindicato também protocolou ofício junto da Polícia Militar para garantir o direito à vida da categoria.

“Nenhum esforço será suficiente, se cada qual não assumir o controle sobre a sua saúde, fazendo a sua parte e contribuindo com o Sindicato, a Polícia e o Governo, para que os patrões cumpram com a sua responsabilidade”, encerra o presidente. Redação Bancários Joinville

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.