Caixa: Rodízio prorrogado até 31 de maio

Brasília – A Direção da Caixa informou que o rodízio de empregados implantado nas agências por causa da pandemia do novo Coronavírus será mantido pelo menos até 31 de maio de 2020. A data ainda poderá ser prorrogada. O rodízio deve seguir a rotina de sete dias de trabalho na agência e sete dias em home office. Nas áreas meio não há revezamento. Cerca de 100% dos trabalhadores estão em trabalho remoto.

“Devido a má comunicação da Direção Caixa, que demorou para informar sobre a prorrogação do rodízio, muitos Gestores já estavam convocando os empregados a retornarem para a jornada normal de trabalho na segunda-feira 18, o que gerou tensão entre os trabalhadores que já estão enfrentando sobrecarga de trabalho devido ao pagamento do auxílio-emergencial em meio à pandemia do Coronavírus”, afirma Francisco Pugliesi, Dirigente Sindical e empregado da Caixa.

Os protocolos de segurança e preservação da saúde também estão mantidos. As pessoas consideradas dentro do grupo de risco continuarão em home office por tempo indeterminado.

Também está suspenso o trabalho nas agências neste sábado 16. O Sindicato deve ser acionado diante de qualquer descumprimento daquilo que a Direção da Caixa comunicou.

“A prioridade fundamental neste momento é a preservação da vida e da saúde dos trabalhadores e da população que estão sendo constantemente desrespeitados pela Direção da Caixa e por este desgoverno federal irresponsável”, afirma Chico. “Para isso é fundamental que seja mantido o rodízio, que não permite ao trabalhador ficar exposto mais de cinco dias. Uma semana atende, outra fica em home office, respeitadas as jornadas de trabalho e regras em cada situação”, acrescenta o Dirigente. SEEB-SP

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.