Mobilização dos bancários do Santander pelas redes sociais

Joinville – Bancários do Santander se uniram a clientes do banco e demais trabalhadores no início da tarde desta terça-feira para cobrar do banco mais respeito aos brasileiros. A mobilização ocorreu no Twitter, e a hashtag #SantanderRespeiteOBrasil chegou a ser um dos assuntos mais comentados do país naquela rede social.

A ação marcou o lançamento da campanha “Santander, quero paz”, contra a série de medidas arbitrárias que o banco vem adotando em relação aos brasileiros. As principais denúncias dizem respeito ao aumento da cobrança de metas abusivas durante a pandemia causada pelo coronavírus, inclusive com ameaças de demissão; as demissões durante a crise, contrariando o que havia sido acordado no início da pandemia, quando o banco se comprometeu ao movimento sindical a não demitir; ataque aos direitos previdenciários dos trabalhadores – debate que o banco também havia se comprometido a levar adiante somente após a pandemia, e acabou voltando atrás; além das altas tarifas cobradas dos clientes e outras pautas. Ao todo, foram mais de 6,8 mil tweets usando a hashtag da campanha até as 16h.

“Em Joinville, não aceitaremos demissões”, diz o presidente Valdemar Luz. “O banco que continua lucrando alto mesmo com a crise e recebendo recursos do Governo, não tem porquê demitir trabalhadores. Estes estão sofrendo dia-a-dia com a pandemia do coronavírus”, conclui.

Nos próximos dias, o Sindicato fará novas atividades cobrando revisão dessa postura do banco, com fim das demissões, respeito aos acordos e fim das metas abusivas. SEEB-SP com edição Redação Bancários Joinville

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.