Bancários do Bradesco em Joinville avaliarão acordo de teletrabalho

Joinville – Os bancários do Bradesco, da base do Sindicato dos Bancários de Joinville e Região, participarão de assembleia remota (leia abaixo o edital) nesta segunda 14, das 20h às 20h30 (plenária) e das 20h30 às 23h59 (votação), para deliberar sobre acordo de teletrabalho (home office) no pós-pandemia. Para participar, o bancário deve acessar o link https://assembleia.kiper.com.br/p9mjknxomsc. Outros sindicatos também promoverão assembleias em suas bases.

O acordo que será deliberado pelos bancários do Bradesco é relacionado somente com o home office no pós-pandemia. Não é válido para trabalhadores que estão em teletrabalho somente em virtude da pandemia.


Edital de Convocação de Assembleia Extraordinária

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Joinville, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 83.800.532/0001-30, Registro Sindical nº MTPS/238702, por seu Presidente abaixo assinado, convoca todos os empregados bancários, sócios e não sócios, que prestam serviços para o conglomerado do Banco Bradesco S.A, da base territorial deste sindicato (Joinville, Garuva, Itapoá, São Francisco do Sul, Araquari, Balneário de Barra do Sul e Barra Velha), para participarem de assembleia extraordinária que será realizada no dia 14/09/2020, das 20h às 20h30 (plenária) e das 20h às 23h59 (votação), de forma remota/virtual na forma disposta neste edital, para a apreciação e deliberação sobre a seguinte ordem do dia:

  • Apreciação e deliberação sobre a proposta para celebração do Acordo Coletivo de Trabalho sobre Teletrabalho com o conglomerado do Banco Bradesco, com vigência de dois anos a partir da data da sua assinatura.

Cabe esclarecer que a assembleia, ora convocada, será realizada de forma remota/virtual em decorrência do Estado de Calamidade Pública conforme Decreto Legislativo nº 6 de 20.03.2020 e da impossibilidade de aglomeração de pessoas ante o risco de contágio pelo vírus COVID-19 (novo coronavírus).

Instruções para participação

1° Passo: Se cadastrar

http://bancariosjoinville.com.br/info21.pdf ] InfoBancários edição n° 21, onde estão disponíveis as instruções básicas para realizar o seu cadastro para poder votar; Lembrando que desta vez, a assembleia será realizada sistema Google Meet.

2° Passo: Plenária (opcional)

Entre às 20h e 20h30 do dia 14 de setembro, haverá a plenária. Para acessar, [ CLIQUE AQUI ] na segunda-feira 14, a partir das 20h.

3° Passo: Votar

Acesse este link: [ CLIQUE AQUI ] Atenção – o link estará ativado somente no dia 14 a partir das 20h30.

Joinville, 10 de setembro de 2020.
Valdemar Bruno da Luz Filho
Presidente


Teletrabalho

O teletrabalho não foi aprovado na negociação da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) com a Fenaban porque não havia posição unificada dos bancos em relação às reivindicações do movimento sindical. O movimento sindical defendia pontos prioritários como ajuda de custo; controle da jornada; fornecimento pelo banco de equipamentos; móveis adequados às normas ergométricas e de saúde; curso pra quem aderir ao teletrabalho; acompanhamento especial no periódico; canal de apoio, entre outros. O Bradesco concordou com as condições.

Os termos do acordo, assim como os valores, são uma conquista do processo negocial. Hoje, enfrentamos uma realidade de pandemia, na qual a atuação do movimento sindical bancário, ao lado da categoria, garantiu que milhares de trabalhadores fossem encaminhados para o teletrabalho.

Porém, com essa experiência, as empresas, incluídos os bancos, perceberam que essa modalidade de trabalho economiza custos como, por exemplo, o aluguel. Diante disso, a expectativa é de que o teletrabalho torne-se uma realidade cada vez mais presente também no pós-pandemia.

Confira abaixo os principais pontos do acordo:

Ajuda de custo

A proposta prevê ajuda de custo de R$ 1.080,00, no primeiro ano, para cobrir gastos adicionais com o teletrabalho (internet, luz, etc), caso o banco não ceda a cadeira. Se o banco conceder em comodato a cadeira, a quantia será de R$ 960,00.

No primeiro ano, a ajuda será paga de uma única vez. Nos anos seguintes, o banco vai pagar a quantia de R$ 960,00, que poderá ser paga de uma só vez ou em até 12 vezes. Outro avanço na proposta é que o bancário precisa concordar em ir para o regime de teletrabalho. Não será obrigatório.

Jornada de trabalho

O Bradesco concordou em adotar o controle da jornada, por meio de programa de computador para registro dos horários de trabalho e/ou por regime de exceção. O banco irá respeitar intervalos para refeição e períodos de descanso. Ligações de áudio ou vídeo, mensagens escritas, ou qualquer outra atividade laboral nesses períodos serão proibidas ou, caso ocorram, serão devidamente computadas como horas extras.

Fornecimento de equipamentos

O banco fornecerá notebook ou desktop, mouse, teclado independente e headset, ficando o empregado responsável pela guarda, conservação e devolução.

Treinamento

Serão realizados programas de treinamento para quem for incluido no regime de teletrabalho, assim como para os seus gestores.

Saúde

O banco promoverá orientação a todos os empregados em regime de teletrabalho sobre medidas de prevenção de doenças e acidentes do trabalho, por meio físico, digital ou treinamentos à distância. O banco também realizará acompanhamento especial no exame periódico de quem estiver em teletrabalho.

Canal de apoio

O Bradesco disponibilizará canal de apoio para orientações aos funcionários sobre procedimentos profissionais ou equipamentos.

Acompanhamento

Criação de um Grupo de Trabalho (GT) para acompanhar a aplicação do acordo.

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.