Liminar impede Santander de abrir agências no sábado 22 em Rio Claro e Região

Uma decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, concedeu ao Sindicato dos Bancários de Rio Claro e Região uma liminar que impede a abertura das agências do banco Santander no próximo sábado (22) nas cidades que compõem a base do sindicato.

Em sua decisão, o juiz Lucas Falasqui Cordeiro observa que “trata-se de fato notório a ameaça da variante Omicron da Covid, assim como da influenza” e que é “tradição e costume que o sistema bancário possui jornada de segunda a sexta-feira”.

Além disso, a Lei 4178/1962 proíbe o funcionamento de instituições financeiras aos finais de semana e feriados. O trabalho nestes dias somente é permitido com a realização de acordos coletivos com os sindicatos.

Na sentença, o juiz observa que “não há razões de fato ou de direito que justifiquem tal medida (a abertura das agências no sábado) sem a participação do sindicato dos trabalhadores”.

A liminar concedida ao Sindicato dos Bancários de Rio Claro é uma mostra de que nossa luta contra a abertura das agências no sábado tem respaldo legal e que o banco deveria, antes de tomar tal decisão, ter nos procurado para negociar”, disse a coordenadora da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander, Lucimara Malaquias.

Lucimara destacou ainda que cabe a cada sindicato a decisão de entrar com ação judicial neste mesmo sentido, uma vez que as tentativas de negociações com o Santander sobre o assunto foram infrutíferas.


Santander convoca 230 mil clientes para irem às agências, aumentando risco de Covid-19

O Santander começou a convocar 234 mil clientes para recadastrarem a biometria nas agências do banco. A revalidação da impressão digital será feita nas mesas dos gerentes. Segundo comunicado do banco, a convocação começou nesta quinta-feira 20, período que coincide com o recrudescimento da pandemia do novo coronavírus e com o surto de gripe H3N2.

>Bancário do Santander, vai trabalhar sábado 22? Responda à consulta do Sindicato

O Brasil registrou nesta quarta-feira 19 o recorde de 205.310 novos casos conhecidos de Covid-19 em 24 horas. Com isso, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi a 100.322 – a maior marca registrada desde o início da pandemia, superando pela primeira vez o patamar de 100 mil diagnósticos diários (e o recorde do dia anterior). Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +487%, indicando tendência de alta nos casos da doença.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Seeb-SP

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.