Promoção chega a 85% na Caixa

Após reivindicação do movimento sindical, a Caixa Federal finalmente apresentou como será feita a distribuição de deltas relativa à promoção por mérito de 2015. A apresentação foi feita em reunião com a Comissão Executiva dos Empregados (CEE) na terça-feira 16.

Segundo o banco, 91.928 (85,4%) dos 97.462 bancários da Caixa têm direito a essa promoção. Receberão um delta 63.520 (69,1%), os outros 14.991 (16,3%) serão contemplados com dois deltas. Já os que não alcançaram promoção foram 13.417 (14,6%). Cada delta corresponde a reajuste de 2,33% na tabela do Plano de Cargos e Salário.

“Essa é umas das maiores conquistas dos empregados dos últimos anos. Esses reajustes representam aumento de 2,33% ou 4,66% para os salários e principalmente evolução no PCS que reduz a dependência dos empregados a verbas como o CTVA (Complemento Temporário Variável de Mercado)”, afirma o dirigente sindical Leonardo Quadros, que participou das negociações com o banco para a definição dos critérios para a promoção. “Um dos avanços é que apenas com a pontuação dos critérios objetivos a pessoa já garante um delta. Mas ainda não estamos satisfeitos. Vamos averiguar os motivos que levaram tantas pessoas a não serem contempladas. Acreditamos que isso esteja relacionado à precarização das condições de trabalho. Com a redução do total de trabalhadores fica difícil, por exemplo, de as pessoas fazerem cursos da Universidade Caixa que contabilizam 20 pontos.”

Na reunião, o representante da Caixa voltou a afirmar que o pagamento será na folha de fevereiro, mas retroativo a 1º de janeiro. O atraso ocorreu devido a problemas na listagem dos empregados que já foram solucionados.

Critérios – A sistemática da promoção por mérito 2015 foi assegurada após longo processo de negociação entre representantes dos trabalhadores e do banco. Desse debate resultou a redução da pontuação para a obtenção de um delta – de 50 para 40 pontos – e o aprimoramento dos critérios objetivos e subjetivos.

Os objetivos foram distribuídos da seguinte forma: 20 pontos pela conclusão de 30 horas anuais de módulos da Universidade Caixa, cinco pontos pela participação no Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) e outros 15 pontos para a frequência medida pelo Sistema de Ponto Eletrônico (Sipon). Além disso, foram assegurados 10 pontos extras a quem fez cursos por iniciativa própria.

Os subjetivos garantiram até 20 pontos. Cada empregado indicou de dois a oito colegas da sua unidade que atenderam aos critérios de avaliação como relacionamento no ambiente de trabalho e contribuição para a solução de problemas. Fonte: SEEB-SP.

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.