Banrisulenses debatem fechamento de agências em SC com Superintendente

Nesta quinta-feira, 2, representantes dos sindicatos de Floripa, Blumenau, Criciúma e Fetec/SC estiveram reunidos com o Superintendente Regional do estado Mario Schaefer para debater o fechamento de quatro unidades do banco (Gaspar, Indaial, Rio Negrinho e Shopping Ideal). A reunião ocorreu na Sede da Superintendência, em Florianópolis. Na ocasião, os representantes dos bancários deixaram claro seu descontentamento com a forma na qual a direção do Banrisul anunciou para os empregados o fechamento de suas unidades. Pois, não bastasse o impacto da notícia para os colegas, os mesmos foram orientados pelo banco a solicitar remanejamento para uma das unidades da rede de agências do Estado do Rio Grande do Sul. Com relação a esta atitude do banco os departamentos jurídicos dos Sindicatos orientaram os trabalhadores a não solicitar realocação para locais onde não tenham intensão de atuar, pois baseado no preceito constitucional da manutenção da unidade familiar e proteção à família,a sua realocação deverá ocorrer na mesma região metropolitana.
O Coordenador da Fetec/SC e Secretário Geral do SEEB Floripa, Jacir Zimmer, destacou sua preocupação com a política adotada pelo banco. “Entendemos que o país está passando por uma crise e que isso traga dificuldades em alguns negócios para o banco. Porém, seguir a sinalização do mercado, enxugando a máquina e encolhendo a instituição com o fechamento de agências é um grande erro, pois deveríamos ser mais proativos”.

O Secretário de Comunicação do SEEB Floripa e membro do Comando Nacional dos Banrisulenses, Cleberson Pacheco Eichholz, ressaltou “fizemos um levantamento nas unidades envolvidas neste processo e verificamos que 26 colegas serão atingidos, entendemos que eles não poderão ser prejudicados pela decisão da diretoria. Iremos acompanhar todos os casos visando solucionar a demanda de cada um dos envolvidos. Por fim, cabe lembrar que o processo de migração de clientes para outras agências aumentará a demanda nas unidades receptoras, portanto estas deverão receber não só os clientes, mas também os funcionários, para viabilizar a manutenção da qualidade do atendimento”.

Durante a reunião os representantes da Sureg demonstraram sensibilidade à demanda dos bancários e se colocaram a disposição para tentar realocar os funcionários envolvidos da melhor forma possível, o Superintendente Regional Mario Schaefer, salientou, “embora fuja da nossa alçada definir para onde os bancários serão realocados nos colocamos a disposição para tentar resolver isso da forma menos traumática possível”.

A Fetrafi-RS já encaminhou ofício à diretoria do banco e ao Departamento de RH para agendar uma reunião em Porto Alegre, com objetivo de equacionar o problema criado pela possibilidade de fechamento destas unidades.  *SEEB Floripa

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.