Entidades confiam em protesto forte e nacional nesta quarta

Deve ser forte e ter ampla participação das categorias o Dia Nacional de Protesto e Paralisações, nesta quarta (15), contra a reforma da Previdência e outras maldades neoliberais do governo Temer.

Todas as Centrais estão engajadas, muitas Confederações e seu comando orgânico, o Fórum Sindical dos Trabalhadores (FST), também mobilizaram esforços para a participação em atos unitários ou em ações localizadas, incluindo praças públicas e Câmaras Municipais.

O formato indicado pelos organizadores, no meio da tarde de ontem (14), mostrava preparo de atos nas Capitais, mobilizações regionais, manifestações de categorias, assembleias em portas de fábrica e organização de caravanas para o ato principal, às 16 horas, na avenida Paulista, em São Paulo.

Dirigentes em coletiva nos Jornalistas SP Na manhã de ontem, no Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo, houve coletiva de imprensa com CUT, Intersindical, CNTE e Frente Brasil Popular, para informar os preparativos nas bases trabalhadoras e movimentos sociais.

A coletiva também tratou sobre o ato principal, na avenida Paulista. Surgiu ali preocupação com o comportamento da PM, que tem sido mais agressiva nas manifestações.

Em contato com a Agência Sindical, dirigentes de diversos setores, em várias regiões do País, destacaram a receptividade dos trabalhadores e da população aos materiais e falas contra as reformas, especialmente a da Previdência.

O vago sentimento de resistência aos ataques contra direitos parece começar a tomar forma. Se essa tendência se materializar durante o Dia Nacional de Protestos, o sindicalismo subirá um degrau no combate ao desmonte neoliberal.   Repórter Sindical

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.