Reunião com Itaú discutiu teletrabalho e quitação do registro de ponto

Joinville – O movimento sindical e a direção do banco reuniuram-se, nesta terça-feira 27, para disutir propostas para um acordo de teletrabalho (home office), que deve regular o teletrabalho para cerca de 35 mil funcionários. A pauta da negociação incluiu ainda ponto eletrônico e acordo de quitação do espelho do ponto.

O Itaú apresentou como propostas o controle da jornada de trabalho com ponto eletrônico, que deve regular o trabalho de cerca de 57 mil funcionários. Também será paga uma ajuda de custo de R$ 960, em duas parcelas semestrais de R$ 480 cada. O banco irá respeitar os intervalos para refeição e os períodos de descanso.

Serão mantidos, integralmente, os vales refeição e alimentação. O vale transporte vai ser pago de forma proporcional aos dias em que o funcionário se deslocar a agência ou departamento para o trabalho presencial. O banco vai fornecer o equipamento (computador e cadeira ergométrica).

A proposta discutida na reunião agora será debatida com as federações e entidades sindicais.

Ponto eletrônico e quitação

Na reunião, a direção do banco apresentou uma proposta de controle de jornada e quitação das obrigações do registro de ponto dos funcionários. Além do controle mensal do registro de ponto diário, os funcionários poderão acessar um termo de quitação de suas horas semestralmente e terão a possibilidade de concordarem ou não. Caso não haja concordância o funcionário deve procurar o sindicato e abrir um chamado na Central de Pessoas. Os sindicatos acompanharão todo o processo para garantir que não tenham irregularidades. Importante ressaltar que a quitação é opcional e se refere somente à jornada trabalhada, não impedindo nenhuma outra reclamação trabalhista.

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.