Acordos assinados, bancários começam a receber

Assinado o acordo para a nova Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) dos bancários com a Fenaban (federação dos bancos). Nesta quinta-feira 13 também foram assinados os aditivos específicos com a direção do Banco do Brasil e da Caixa Federal.

O BB anunciou que fará o pagamento da Participação nos Lucros e Resultados e o abono de R$ 3.500 até esta sexta-feira. Na Caixa, será pago até dia 20. A CCT prevê que os bancos têm até dez dias após a assinatura, ou seja, 24 de outubro, para fazer o crédito aos funcionários.

A formalização dos documentos, com validade de dois anos, encerra a Campanha Nacional Unificada 2016 que teve 31 dias de greve nos bancos privados e no BB, e 32 dias na Caixa.

O reajuste nos salários, em 2016, será de 8%, além do abono de R$ 3.500 (pago uma única vez), aumento de 15% para vale-alimentação e de 10% no vale-refeição e no auxílio-creche/babá. Todos os valores serão pagos retroativamente a 1º de setembro, data base dos bancários.

Para 2017, o acordo de dois anos assegura a manutenção de todas as conquistas previstas pela CCT e acordos específicos, além da reposição total da inflação mais 1% de aumento real para salários e demais verbas.

“Essa foi uma das campanhas mais difíceis, mas com a união da categoria, chegamos até onde foi possível dentro de um cenário de crise política-econômica e de ataque aos trabalhadores. Garantimos importantes cláusulas sociais, a anistia de todos os dias de greve, aumento real nos vales, aumento real em 2017, mas a luta continua nos debates que teremos sobre segurança e saúde da categoria, a criação do centro de realocação contra demissões, uma conquista importante. Vamos debater também as condições previstas na cláusula 57, para melhoria das relações de trabalho”, afirmou o presidente do Sindicato, Valdemar Luz.

Sem desconto dos dias – Ficou garantida, ainda, o anistia integral de todos os dias da greve nos privados e no BB, que encerraram a paralisação nas assembleias realizadas em 6 de outubro. Na Caixa, que ficou parada até 7 de outubro, o 32º dia será compensado até 15 de dezembro. Assim, nenhum bancário sofrerá qualquer desconto em função da greve.

Participação nos lucros – A PLR da Fenaban é formada pela regra básica mais o valor adicional. Na antecipação serão pagos, a título de regra básica, 54% do salário mais fixo de R$ 1.310,12, limitado a R$ 7.028,15 e ao teto de 12,8% do lucro líquido do banco – o que ocorrer primeiro – apurado no primeiro semestre de 2016. A regra do adicional prevê 2,2% do lucro líquido do primeiro semestre de 2016 dividido igualmente entre os trabalhadores, com teto de R$ 2.183,53.

Algumas instituições financeiras já acertaram as datas de pagamento da Antecipação de PLR, diferenças e do abono, confira:

Bradesco

Informou que pagará as diferenças salariais no dia 28 de outubro, data prevista para o pagamento da folha de pessoal. Ainda não confirmaram a data do crédito da antecipação de PLR e do abono previsto no CCT de R$ 3,5 mil.

Itaú Unibanco

O Itaú Unibanco informou que vai pagar o abono, antecipação e PCR no próximo dia 21 de outubro. O valor da Participação Complementar de Resultado (PCR) será corrigido conforme índice de reajuste da categoria, 8%.

As diferenças relativas aos tíquetes refeição e alimentação, 13ª cesta alimentação, e diferenças salariais serão pagas no dia 27 de outubro.

“O pessoal dos privados foram de importância única nesta campanha, cada banco liderado por um diretor do Sindicato, meus parabéns a estes guerreiros que não desistiram, não sucumbiram às pressões, não se importaram com o que diziam os bolas murchas e que sabem que temos um sindicato diferente, que lutou a pior campanha de nossa história e prevaleceu. Vocês, que lutaram a boa luta, não serão esquecidos. Os parabéns do Bancários Joinville a todos vocês!”, assevera Valdemar.

Caixa Econômica Federal

O pagamento do abono de R$ 3,5 mil, a primeira parcela da PLR, e as diferenças das verbas salarias serão pagas no dia 20 de outubro. Somente o tíquete alimentação e refeição serão ajustados apenas em novembro.

“O pessoal da Caixa Federal deu um show nesta campanha! Estavam com 100% de disposição para a luta e foi empolgante ver esta continuação e até melhora de suas ações da campanha passada. Temos agora dois anos para trabalhar tudo isso, em conjunto com os colegas do BB e dos privados. É um renascimento do movimento sindical em Joinville e região”, diz o sindicalista.

Banco do Brasil

O Banco do Brasil pagará o abono, as diferenças salariais e a antecipação da PLR aos seus funcionários nesta sexta-feira (14/10).

Ficou assegurado no Banco do Brasil a manutenção do modelo semestral de PLR, composto pelo Módulo Fenaban – que corresponde a um valor fixo, mais 45% do salário paradigma – e Módulo BB, integrado por montante variável, além da distribuição linear de 4% do lucro líquido do primeiro semestre de 2016 entre todos os funcionários.

“Estão de parabéns os guerreiros do BB que encararam os desafios, sendo muito deles sua primeira greve. Logo vamos realizar eleições para Delegado Sindical no BB, ampliando esta força, e vamos criar um grupo de luta a partir deste pessoal que colaborou com unhas e dentes na campanha salarial. Ao longo do próximo ano estaremos discutindo reestruturação, BB digital,  tudo o que impacta na vida dos funcionários e esperamos levar para a empresa as preocupações com o futuro do banco e dos bancários, e a participação dos Delegados será fundamental. Vamos ampliar esta energia junto dos companheiros dos bancos privados e da Caixa”, conclui Valdemar.

Santander

Os funcionários do Santander receberão na próxima quinta-feira (20/10) a antecipação da PLR, diferenças salariais e benefícios, além do abono de R$ 3,5 mil

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *