Financiários aprovam proposta em SP

Os financiários aprovaram a proposta da federação das financeiras (Fenacrefi) para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) que, pela primeira vez, terá validade de dois anos.

A decisão foi tomada em assembleia na quarta 19 e estabelece para 2016 o reajuste de 8% nos salários e na PLR, de 15% no vale-alimentação e 13ª cesta, e de 10% no vale-refeição, mais abono de R$ 2 mil. Para 2017, fica assegurada a reposição total da inflação (INPC) mais aumento real de 1% nos salários e demais verbas.

A PLR total deste ano corresponde a 90% do salário mais valor fixo R$ 2.484,28. Já a parcela adicional equivale a 20% do valor fixo da PLR.

A antecipação de 60% da PLR e o abono de R$ 2 mil serão pagos em até dez dias úteis após a assinatura do acordo.

Os reajustes nos salários e nos vales são retroativos a 1º de junho data base dos financiários.

Outros avanços
Os trabalhadores também alcançaram novas conquistas. Uma delas é o abono-assiduidade: quem não tiver falta injustificada durante um ano fara jus a um dia de folga.

Além disso, a licença-paternidade será ampliada para 20 dias, em 2017, quando o governo federal anunciar o benefício fiscal. O vale-cultura também será mantido, desde que o governo Temer não acabe com o programa de incentivo.

“Os trabalhadores terão seus direitos assegurados por dois anos. Um avanço importante para enfrentar a difícil conjuntura do país”, avalia o dirigente sindical Jair Alves. “Agora vamos prosseguir as negociações para aprimorar o modelo de PLR e seguir firme na luta pela internalização de terceirizados e unificação da data base.” Seeb-SP

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.