Bancários Joinville segue na luta contra as reformas

A semana terminou e começou movimentada! Na sexta, 05/05 e segunda, 08/05, o presidente do Bancários Joinville, Valdemar Luz, esteve reunido com outros dirigentes sindicais avaliando a repercussão da GREVE GERAL do dia 28 de abril.

Construída pelas centrais e movimentos sociais organizados, a GREVE GERAL reuniu forças, mobilizadas em atos que aconteceram por todo país. Por toda Santa Catarina, a mobilização foi fundamental na construção do movimento que culminou com o fechamento da BR 101 na entrada da capital catarinense e atividades espalhadas por todas as regiões do estado.

Em Joinville, mais de 7000 manifestantes paralisaram o terminal central de ônibus por toda a manhã, e depois os manifestantes saíram em passeata pelas principais ruas do centro da cidade. De acordo com os organizadores, os objetivos foram alcançados com sucesso e os desdobramentos serviram de estímulo para o movimento sindical continuar a frente das lutas contra o desmonte dos direitos dos trabalhadores e do movimento sindical.

Valdemar Luz diz que é hora de muita disposição de todos os companheiros de luta para continuarem resistindo e lutando em favor dos direitos duramente conquistados ao longo de um século, que separam a primeira grande GREVE em 1917 e a GREVE GERAL do último dia 28 de abril de 2017. Valdemar classifica a onda de ataques aos direitos trabalhistas e previdenciários como ato criminoso e lembra também, a crescente criminalização de movimentos sociais legítimos, a judicialização de atos democráticos de trabalhadores e a tentativa deste governo ilegítimo, de destruir por completo o movimento sindical, movimentos sociais e qualquer grupo de resistência às imposições do capital, numa demonstração escancarada de serviço prestado, com o dinheiro público, aqueles que sempre prejudicaram o Brasil e o povo brasileiro: banqueiros e empresários inescrupulosos, corruptores e criminosos.

Na esteira das decisões, OCUPA BRASÍLIA, que ocorrerá no dia 24 de maio próximo, deverá levar a capital do país, centenas de milhares de trabalhadores, e, Santa Catarina fará mais uma vez o seu papel. A UGT/SC deverá levar ao DF um grande número de dirigentes. Para tanto, é o momento é de unir esforços e não esperar pelas instâncias superiores. Os sindicatos devem contribuir e somar para que o maior número possível de companheiros e companheiras possam engrossar as fileiras de luta neste momento histórico e delicado por que passa nosso país. De nossas decisões e atitudes, dependem as futuras gerações.

Dois ônibus estão sendo organizados pela União Sindical de Joinville para viajarem a capital do país no dia 24. Redação Bancários Joinville

Bancarios Joinville

A página do Sindicato dos Bancários de Joinville é um instrumento de informação, formação e interação com a categoria e a comunidade em geral.